quarta-feira, 18 de setembro de 2013

COLUNISTAS

TAMO JUNTO !




















por Dani Junqueira

Começa o segundo turno do brasileiro e o Grêmio se mantém no G4 vencendo na última quarta-feira o Náutico em seus domínios, é incrível o que Renato vem conseguindo com este grupo, apesar de não fazer nenhuma partida bonita taticamente, vence seus adversários de uma maneira competitiva, brigando pela bola centímetro por centímetro e todos sendo solidários na marcação.   

É claro que deixa a sua torcida apreensiva durante os jogos, pois não mostramos um domínio territorial que deveríamos ter com este esquema de três zagueiros, e acabamos assistindo a um perde e ganha na posse de bola. Mas não podemos ir contra os números.

NÁUTICO

É uma equipe ruim e candidata ao rebaixamento, fizemos nossa obrigação, vencemos e somamos mais três pontos dando manutenção no G4, o que mais falar.....

SURPRESA

Bela surpresa que tivemos na lateral esquerda com uma atuação de gala do jogador WENDELL que veio do Londrina, claro que devemos guardar as proporções, pois enfrentamos o fraco Náutico, só que o garoto mostrou muita técnica, marcação e desenvoltura no apoio, vamos ver mais com certeza.

ANIVERSÁRIO

Coincidências da vida, neste ultimo domingo o aniversário de 110 anos do nosso glorioso Grêmio e logo contra o Atlético Mineiro de Ronaldinho. E foi por pouco que não fechamos com chave de ouro a partida, desperdiçamos quatro oportunidades na cara do gol e eles só tiveram uma única chance e aproveitaram.

GRÊMIO

Oscilamos nesta partida como viemos oscilando em todas, a diferença ficou que desta vez não marcamos o gol e não faltaram oportunidades, faltou competência para colocar a bola para dentro.

RENATO

Incrível como consegue se atrapalhar sozinho, suas substituições são no mínimo muito estranhas, trocar um zagueiro por mais um lateral esquerdo para depois colocar um atacante não dá para entender, outra foi, o jogador de articulação que vinha usando era Maxi Rodriguez e aí o cara coloca o Jean Deretti que estava oito meses parado numa partida que estávamos perdendo, não consigo entender, simplifica cavalo, qualquer abobado faria o simples, que ser o professor pardal do futebol.

GRÊMIO 2

Felizmente mesmo com a derrota conseguimos nos manter no G4, só que se o Renato não acordar logo vamos transitar na zona intermediária, acorda homem.

BRESSAN

Mais uma vez o gol do adversário saiu do seu lado, Bressan esta mantendo sua média falhando em todas as partidas e em algumas os adversários estão aproveitando, o que o Renato está esperando ?  

FUTEBOL DE MESA

Meus amigos, eu estou preocupado com a falta de debates e de mobilização de nossas Associações no que se diz respeito à proposta feita no último brasileiro em Florianópolis, referente às mudanças na regra da Modalidade Cavado ou Livre, como preferem alguns.

Temos que ter uma posição organizada e forte para que não nos seja colocado goela a baixo tais mudanças até porque somos um voto só, apesar de sermos a maior Federação no numero de Associações e de praticantes.

E não é nenhum demérito aos demais e nem ofensa, é só a realidade, aqui no Rio Grande do Sul somos facilmente em torno de trezentos praticantes da regra brasileira entre filiados e não filiados, enquanto Santa Catarina deve ter uma Associação, no Paraná mais duas talvez, e no Rio de Janeiro mais cinco Associações se não estou errado, juntando todas talvez cheguem a 100 praticantes. Mas não vem ao caso, são somente números.

Minha preocupação é que a REGRA em si não deve ser alterada com a desculpa de deixar o jogo mais franco ou mais ofensivo ou mais dinâmico, até porque pode ser a regra que for, se o adversário não quiser e não respeitá-la como acontece hoje em dia, o jogo fica trancado de qualquer maneira.

Tenho certeza que o que tem que mudar, é a postura dos jogadores, vejo em todas as competições que participo que os técnicos deitam na falta de ética e de respeito com os seus adversários e não estou nem falando dos tais 15 segundos que ninguém respeita, ninguém mesmo.

As sugestões apresentadas em minha opinião e de meus colegas de Associação são simplesmente um retrocesso para nossa modalidade e explico.

Propostas

1. O Goleiro não pode ser mais mexido, somente quando se pede a gol.

Qual o objetivo ? Evitar que se faça o recuo de bola para que possamos recolocá-la em jogo mais rápido. Todo e qualquer técnico que quiser segurar o jogo é só cercar a bola com dois ou mais jogadores ou poderá fazer o movimento de recuo bem mais lento em diversas jogadas ao contrário do que é feito hoje. Perda de tempo

2. O goleiro não pode ser colocado deitado em nenhum momento.

Qual a diferença desta mudança ? Particularmente, adoro quando meu adversário deita o goleiro, aumenta minha visão da jogada e do gol. Completamente sem nexo.

3. A bola impulsionada do seu campo de defesa, e que venha a sair diretamente pela linha lateral do campo de ataque será aplicada falta técnica, como na linha de fundo.

Talvez esta faça uma pequena diferença. Mas com certeza os que jogam com régua serão beneficiados, coitados dos ficheiros, é a extinção e viva a falta de técnica!

4. Nos lances de tiro de meta, será obrigatório a arrumação da equipe com 4 (quatro) botões no ataque.

Que absurdo, se alguém quiser, é só colocar a bola numa extremidade e na sua vez novamente atrasar o jogador para seu campo e esta situação se perdeu naturalmente. Que perda de tempo.

5. Nos casos de lateral no campo de ataque e escanteio, não será mais necessário que a bola ande a distância de dois goleiros, apenas que seja deslocada de seu ponto de origem.

Vamos privilegiar as famosas casinhas da Regra Gaúcha ou facilitar para quem quiser se retrancar e esconder a bola. Retrocesso.

Enfim senhores, vamos refletir e pensar, sem que ninguém se ofenda, mas não é a REGRA que tem que ser mudada e sim a nossa postura de técnicos.

Deixo aqui minha opinião, pois querendo ou não represento hoje como Presidente a AFUMEPA, sou responsável por um quadro de 52 associados, praticantes da Regra brasileira e destes 27 são filiados a nossa Federação.  

Um grande abraço.

CAMPEÃO DE TUDO

























 por Alex Degani

Criciúma
 
O Inter fez as pazes com a vitória. Nas circunstâncias atuais, ter vencido o "Tigre" pelo placar mínimo ecoou como uma goleada! Que fase. Um time que já foi um expoente tipo Robson Bauer, hoje comporta-se como um pato do quilate do Jota Cláudio. De fato, independente da fragilidade do adversário, o Colorado somou mais três pontos e já preocupa a "Turma das Vagas"!

Parabéns
 
Recentemente, o co-irmão comemorou 110 anos de fundação. Rivalidade à parte, desejo que continuem jogando como o Barcelona e conquistando títulos como o Bangú. E, a festa de aniversário foi linda no domingo. Arena bem iluminada, gramado de primeira, "caixas de som", R10 & demais campeões da América e, para completar, um Galo cantando no terreiro das gazelas. 

Bahia
 
Amanhã o Colorado encara o Bahia em plena Fonte Nova. Jogo difícil, embora o adversário esteja em franco declínio. O baiano Rogério Lima (ACRA), torcedor fanático do Vitória, estará in loco na torcida pelo Colorado. Se nos gramados o Inter fizer o que o baiano anda fazendo nas mesas, contra um tal Bahia, certamente teremos êxito. Inclusive, dia 16, via twitter, Rogério Lima postou: "Quem bate no Gothe se entende comigo!". Que este espírito de competitividade seja transferido ao time do Dunga....

Farroupilha
 
Taça anual realizada na cidade de Cascavel (PR), não contará mais com a presença de Victor Mecking. Ele, que estava sexualmente inativo há 11 anos, agora "ficando" em um relacionamento heteroafetivo, partirá nos próximos dias para a romântica "Rota das Cataratas", conforme indicação do Duda...

Mallet 
 
O coloradaço Marcelo Mallet cometeu um erro crasso. Permitiu com que o limitado Alam Chorosartelli (me desculpem a redundância, mas é outro Colorado de primeira!) levantasse o caneco do interno da Franzen. O futmesa está de luto! 

Abraço a todos os botonistas do Brasil!

12 comentários:

Ítalo Petrecheli Bigliardi disse...

Grande Dani, assino embaixo!
Não vamos retroceder!
Fizemos um retrocesso esses tempos e voltamos atrás, essas
alterções são ridículas! Não existe outra palavra para definir!

grande abraço

hamster adestrado disse...

Concordo Dani. TALVEZ, a saída de bola pela lateral no campo de ataque, caracterizando "falta técnica", viesse a evitar os famosos "bicos", do tipo, " a.. vou tentar cavar em um desses aí". Digo TALVEZ, pois algumas vezes, um simples lançamento mais forçoso, acabaria caracterizando a infração. As alterações restantes são absurdas. Abraços!!!

claudioaalight disse...

Prezado Dani,
Somente como informação, sem entrar nas questões levantadas, o RJ tem hoje seis associações federadas.
Saudações

Eduardo Manzke disse...

Concordo plenamente contigo Dani, todas as tuas colocações sobre a mudança da regra mostram que se a ela mudar sera um RETROCESSO!!!

Abraço

Daniel disse...

Claudio beleza pela informação, más independentemente desta,deverias entrar sim nas questões levantadas assim como todas as nossas Associações que no caso praticam a Modalidade cavado ou Livre como preferirem, temos a obrigação com o nosso esporte de trata-lo com muita responsabilidade para que não aconteça no futuro mais desistências de botonístas como venho presenciando a cada competição que participo. Temos que participar, temos que mostrar nossas opiniões e também respeitar opiniões contrarias e não simplesmente deixar que poucos tomem decisões pela maioria e depois ficar nos bastidores simplesmente criticando e reclamando, a hora é esta.
Dani.

Fabio Cunha disse...

Acho que posso falar por todo o pessoal de Viamão. Fizemos alguns amistosos e não foi percebida nenhuma melhora na dinâmica do jogo. Achamos as alterações desnecessárias. O ideal seria retornarmos como era até alguns anos atrás quando só arrumávamos os times após algum gol.

Marcelo Vinhas disse...

Dani, TAMO JUNTO.

Abração,
Vinhas.

claudioaalight disse...

Prezado Dani,

Estas mudanças, pelo que sei, deverão ser votadas no Congresso Técnico que será realizado em Caioba.
Sendo assim acredito que deverão ser aplicadas em toda a modalidade Liso ou Livre.
De qualquer maneira, como Vice da modalidade aqui no RJ, enviei para todas as associações darem suas opiniões.
Assim a nossa opinião no Congresso será a da maioria, com consulta entre nós.
Com isto quero dizer que estamos sim debatendo e que alguns até já a testaram.
Na última edição da Liga Argentina jogamos com estas propostas.
Com votos de estima.

Daniel disse...

Claudio faça uma consulta, pois a informação que tivemos, as sugestões são apenas para a modalidade Livre ( cavado ) e sugeridas no ultimo brasileiro LIVRE em Florianópolis onde só jogamos o livre.
Por este motivo que estamos conversando.
Abraço.
Dani.

Anônimo disse...

Essas mudanças são somente para o livre. São para serem testadas e ter sua aprovação definitiva no próximo brasileiro ou não.
Weber gones

lhroza disse...

LH.ROZA
Alô DANI ...TAMO JUNTO, mas tb. concordo com o FABIO CUNHA, assim os retranqueiros terão que rever seus conceitos.

Daniel disse...

Weber, testadas e deve também ter a troca de idéias e opinões, é saudável.
Abraço.