quinta-feira, 4 de julho de 2013

O LANCE NO BLOG




















O dia que o Brasil descobrir que água e vinho não se misturam, mas se completam, que indignação e festa devem conviver, que só confundem coisas quem é confuso, então teremos chance de amadurecer, e não só viver de arroubos e espasmos de povo "consciente".

Enquanto o mundo navegava em 2010 e até pouco antes em águas turbulentas, o Brasil em função de eleições gerais era um "paraíso" de estabilidade artificial, o que permitiu por larga margem a reeleição de um governo. Neste ano de 2013 principalmente (já a partir de 2012 na verdade), com o disparo nos preços das commodities que determinam o norte no mundo, petróleo e trigo por exelência, não houve mais como represar o aumento geral de preços, e portanto o custo de vida e o custo do país.

Com uma classe média que sempre voltou as costas para a política só reaparecendo a cada 4 anos e sentindo na carne os efeitos da ilha da fantasia, obrigando-se ao transporte público, a contar menos com as suas diaristas, a tirar os filhos do colégio particular para colocá-los nos "populares" e a ter dificuldades até mesmo para utilizar seus planos privados de saúde, etc, formou-se o ambiente ideal para o fenômeno das manifestações que tomaram o Brasil, puxadas pelos jovens, que são historicamente o motor dos movimentos, em qualquer parte do mundo.

O que deve ficar desta oportunidade única para a nação, não é a conquista pontual de passagens mais baratas, indignação por atacado e projetos tocados as pressas por legislativos e governos, mas o ganho de consciência da classe média (que é quem dita os rumos deste país) de que é preciso participar da vida política sempre, e não só quando os apertos atingem além dos "tradicionais" pobres, também os seus interesses. 

O Brasil não tem as mazelas sabidas, vindas do nada, mas do comportamento de uma sociedade que só se move quando percebe ameaçada sua zona de conforto. Quanto ao manequeísmo dos que diabolizam "alvos" para justificar seus históricos de inércia e egoncentrismo, que fique a chance de terem um olhar além de seus umbigos e de seus discursos de almanaque.

LANCES RÁPIDOS

Götze foi apresentado no Bayern de Munique contratado ao Borússia Dortmund por 37 milhões de euros, pouco mais de 100 milhões de reais. Esperava mais contratações por parte dos Bávaros, mas parece que a tríplice coroa formou a idéia de que o grupo já e muito forte, discordo. Além de Götze foi contratado o zagueiro Kirchhoff, ex-Mainz 05. Meu sonho de consumo segue sendo Gareth Bale do Tottenham, há os que falam por lá em Wayne Rooney.

Júlio Baptista, Scocco, Nilmar, Saviola, Alex... No final Jorge Henrique a Alan Patrick é que de fato aportam no "Beira Rio". Escrevemos por aqui faz tempo que os balanços vermelhos estavam mascarados com os tais 100 mil sócios e que a realidade era outra, e que a não classificação para a Libertadores seria fatal aos cofres rubros. Se percebe agora alguma coinscidência com a análise que fizemos tempos atrás ? Pior, o Grêmio está seguindo a mesma trajetória.


Leonardo Ferreira, para muitos o "Magnata" gaúcho do Futmesa, é quem detém os direitos federativos desta belíssima seleção brasileira, assinada por Marcos Piruka de Pelotas. O Rio Grande do Sul conta sem dúvida com excelentes artesões no esporte. Este Brasil tem os jogadores de 1970, 1962 e 1958, são, se não estivermos errados, 36 botões.



A mobilização que Renato Gaúcho traz ao Grêmio e sua torcida são inegáveis e os mais de 5 mil torcedores que foram a Arena recebê-lo não deixam dúvida, é ídolo eterno. Mas penso que sua trajetória possa não ser muito diferente de sua passagem anterior pelo clube, de um começo promissor com muito entusiasmo e pegada e uma sequência com falta do que não possui como técnico, conteúdo. A perda do título gaúcho em pleno Olímpico da forma como aconteceu para o time de Falcão, não me sai da memória.


* O amigo e jornalista Cleber Moreira, que nos últimos meses vem colaborando com a Editoria do Gothe Gol, se despede da atividade neste seu retorno da Copa das Confederações. Volta com mais tarefas a partir das observações feitas e que serão aplicadas em Porto Alegre para a Copa do Mundo de 2014. Nosso muito obrigado ao tempo que dedidou ao blog.

* Brasil de Pelotas bateu o Santo Ângelo com facilidade jogando em casa pela segundona no 1º jogo das semi do 2º turno e deu passo importante para fazer a decisão que levará mais um clube a 1ª Divisão do futebol Gaúcho em 2014. O São Paulo de Rio Grande venceu o 1º turno, justamente contra o Xavante e já garantiu vaga no próximo Gauchão.

Nilmar assumiu a liderança dos lisos no CM/Petrópole. Nilmar somou 7 pontos em 3 disputados na rodada da Copa Petrus e agora soma 17 pontos em 7 jogos disputados. Yago que até então liderava tem 12 pontos em 5 jogos. O 3º lugar está com Azambuja.







* Quinta de começo de mais uma competição interna de cavados da Franzen.

JOTINHA EM FÉRIAS










iMAGEM




















Nei Barbieri que fabrica botões em Porto Alegre foi destaque das páginas do Diário Gaúcho de ontem, jornal da RBS. Importante matéria para a divulgação do Futmesa que muitos imaginam não existir mais, num tablóide popular. A matéria do jornalista Eduardo Rodrigues reporta a organização do esporte e a técnica de Nei na fabricação dos botões, artesão que tem recebido pedidos para times de todo o Brasil, inclusive do exterior. Merecido destaque para o dedicado Nei Barbieri.









Taças by Google
Götze by Bayern München Oficial Site
Bob Esponja e Patrick by Google
Everaldo by Facebook Leonardo Ferreira
Arena by Google
Jotinha by Gothe Gol
Diário Gaúcho by Gothe Gol

6 comentários:

Gabriel disse...

Não sei porque, me identifiquei com essa tira do Jotinha kkkkk

Dr.Maia disse...

Um pista: número de sócios de cinco clubes brasileiros.
Advinhem qual desses é o Inter
Fonte: futebolmelhor.com.br
100.288
72.140
52.676
50.743
28.849

Há braços

ps: meu próximo desejo é que o Xavante chegue aos 20 mil sócios.

Ricardo Gothe disse...

Na real se 10, 15 , 20 ou 150 mil, importante são os que de fato pagam o clube, e aí é que estão os dados não confiáveis, o 171 dos marketeiros de plantão.

Um abraço,
Gothe.

Dr.Maia disse...

Acusaram o golpe!

há braços

Ricardo Gothe disse...

A tréplica é que me parece sintomática, rsrs...

Abraços,
Gothe.

Dr.Maia disse...

Aos números: São 70 mil pagando com débito em conta e cerca de 82 mil adimplentes.
Os 100.288 estão em situção regular pois não estão a mais de 1 ano sem pagar.


aguardo os números do "imorrível".

há braços