sexta-feira, 19 de abril de 2013

FRIDAY, VIERNES, SEXTA - GOTHE GOL EM REVISTA























A entrevista de Paul Breitner ao Bola da Vez da ESPN Brasil, talvez tenha sido a mais importante entrevista sobre futebol dos últimos anos no Brasil. Como afirma Afonsinho em sua coluna semanal na revista Carta Capital, " A entrevista do extraordinário alemão Breitner equivale ao início da Copa " e continua, " Fez uma faxina completa no futebol mundial nos dias atuais, verdadeira lavagem das escadas do Maracanã ", e sublinha " Não se furtou em falar de modo frontal, de cabo a rabo, sobre todos os assuntos..."

Breitner está convicto da supremacia do futebol espanhol na momento, seguido no encalço pelo futebol alemão que para ele assumirá a liderança do futebol no mundo porque estão se tornando os mais modernos e atualizados. Diz que no futebol tedesco os dirigentes entendem de futebol e os treinadores não tem de resolver tudo sozinhos.

Explica a contratação de Guardiola pelo Bayern de Munique como uma opção do espanhol pela possibilidade de fazer o seu trabalho com todas as condições que não teria no futebol britânico, que vai ficando para trás dominado por "aristocratas russos" e magnatas de outras nacionalidades.

Percebe no futebol brasileiro, um futebol que negou suas características e que levará até mesmo uma década para recuperá-lo se trabalhar com seriedade, pois a questão é também de concepção. Breitner estreou no Bayern em 1970 e fez duas finais de Copa do Mundo pela Alemanha Ocidental, marcando gol nas duas, quando foi Campeão em 1974 e vice em 82. Foi Campeão europeu pelo Bayern em 74 e jogou pelo Real Madrid depois até 1977. Encerrou a carreira no Bayern onde ainda atuou de 79 a 1983.

LANCES RÁPIDOS

* O Bayern de Munique atropelou o Wolfsburg por sonoros 6 a 1 na Allianz Arena e está na decisão da Copa da Alemanha diante do Stuttgart que passou pelo Freiburg. Campeão da Bundesliga pela 23ª vez, tentará na temporada a tríplice coroa. Disputa as semi da Champions diante do Barça de Messi.

* O sonho de verão dos Xavantes, fora do verão, não resistiu ao início do outono. A eliminação diante do Atlético PR era certa, mesmo antes da série começar. Mas a culpa não é do Brasil, é de um futebol gaúcho no interior totalmente sucateado e frágil. O futebol do interior gaúcho não existe mais, faz tempo.

* Em Canguçu nos cavados Fábio lidera no Grupo A e Benhur no Grupo B.

Vinhas foi sucesso absoluto na estreia do Conversa de STUDIO e na semana do Estadual Especial de lisos gaúcho o Conversa estará de volta na terça trazendo o atual Bi Campeão gaúcho, Alex Degani. Craque e um dos mais competitivos botonistas brasileiros, promete uma Conversa sem meias palavras. Se estivesse em Caxias a decisão da Copa do Brasil teria sido 100% gaúcha ? Quem são os 3 melhores botonistas do liso no Brasil ? Na descontração de encerramento ele dá a dica de como segurar uma vantagem no placar. Confira a conversa completa na próxima terça. Na quarta ele ganha folga de sua coluna.


* A turma do Grêmio Esportivo Lourenciano não para e já se prepara para no feriado de 1º de maio disputar a Copa Mocidade FM. O XXIII Lourenciano de cavados segue sendo disputado.

* Sábado de rodada nos cavados do Geraldo Santana. Na tábua de classificação a liderança é de Cristiano Carneiro com 18 pontos em 6 jogos disputados, 100% de aproveitamento.

* Nos cavados do Círculo Militar a liderança trocou de mãos, das de Caco para as de Renato que somou 9 pontos nos seus últimos 3 jogos. Com Renato e Caco com seus jogos encerrados, Douglas e Bernardes ainda podem chegar no líder, mas terão que fazer campanhas irreparáveis nas partidas que restam ser jogadas.

* Aguardando mais uma competição de porte nos lisos, o Estadual Especial (recebeu o Estadual de Equipes e a Copa do Brasil) a AFM Caxias vai tocando também seu calendário interno. Depois de Carraro abocanhar o Torneio Início, na Copa Caxias foram definidos os grupos para a 2ª fase, no D estarão Daniel Maciel, Robson, Paulo Rodrigues, Alexandre Prezzi, Mário Vargas e Cristiano e no E Crosa, Carraro, os Pizza's Pai e Filho, Aramis e Vinícius.

* O futebol na TV começa a perder força as vésperas da Copa das Confederações. No sábado na FOX Sports um Udinese e Lazio pelo calcio ás 15:40hs, é pouco.

* No domingo pela Premier League às 09:30hs Tottenham x City e às 11:55hs Liverpool e Chelsea (FOX Sports).

* Também no domingo da FOX Juventus e Milan às 15:40hs pelo calcio e para fechar Godoy Cruz e River Plate pelo argentino às 20:10hs.

* No Clausura uruguayo o Peñarol que venceu o El Tanque Sisley na rodada passada enfrenta o Racing no sábado, já o Nacional joga diante do El Tanque Sisley no domingo depois de bater o Liverpool na última rodada. O Peñarol lidera seguido de River Plate, Defensor e Nacional.  

iMORTAL




















As cores de dramaticidade que pintaram a classificação do Grêmio as oitavas da Libertadores são "mérito" exclusivo do Tricolor que fez uma campanha opaca na 2ª fase da competição. Se chegou ao Chile precisando de resultado, perdeu dois jogadores por lesão e um por suspensão, é porque não fez o dever de casa antes. Assim como é verdade que atingiu o principal, obteve a vaga. Como sempre Zé Roberto fez a diferença, Fernando repetiu o bom futebol contra o Flu.

Contra o Independiente Santa Fé da Colômbia não será fácil, decidir em Bogotá é complicado, com os desfalques será ainda mais duro. Mas ao que parece o lado da chave do Grêmio é o menos difícil do torneio, ainda é tempo de se ajustar e melhorar o principal, o futebol, que anda muito ruim. Não é possível que Barcos, Vargas, Souza e André Santos, por exemplo, sigam jogando tão pouco.

Não investiria um centavo em Braian Rodriguez, apenas um centroavante alto, mas bastante tosco. Caso os vermelhos arrisquem, ao Grêmio bastará manter Dida, que brincou com o adversário o jogo todo, escondendo a bola da cabeça do atleta de 1,93m. Restou aos tensos Gremistas e aos HuachiPATOS dormirem tarde.

Gauchão ? Convenhamos, o Grêmio deve jogar com reservas contra o São Luiz na segunda-feira e todo o restante do campeonato regional, é um campeonato sem nenhuma importância. O Grêmio deve concentrar-se na Libertadores.

N@VEG@NDO




















Nossa saudação especial aos novos amigos de East Kilbride na Escócia e Itapeva em São Paulo. Abraço aos internautas de Porto Alegre, Canoas, Novo Hamburgo, Gravataí, Lajeado, Taquara, Caxias do Sul, Bagé, Erechim, Canguçu, Cachoeira do Sul, São Lourenço do Sul, Rio Grande e Pelotas no Rio Grande do Sul, Lages, Sombrio, Camboriú, Blumenau, São José, Itapema e Joinville em Santa Catarina, Curitiba, Cascavel, Paranaguá, Londrina e Foz do Iguaçu no Paraná, São Paulo, Santos e Jundiaí em São Paulo, Rio de Janeiro e Niterói no Rio, Goiânia e Goiás, Cuiabá no Mato Grosso, Ouro Branco, Viçosa, Caratinga e Guaxupé em Minas Gerais, Vitória no Espírito Santo, Salvador, Alagoinhas e Vitória da Conquista na Bahia, Natal no Rio Grande do Norte, Aracajú no Sergipe, Lincoln no Nebraska (EUA), Londres na Inglaterra e Paris na França.








Breitner by Google
Conversa de STUDIO by Gothe Gol
Grêmio by Clic RBS
Cidades by Google

2 comentários:

Marcio Neves disse...

Amigo Gothe:

As críticas de Breitner são corretas.
Há anos o Tostão fala sobre o que se tem a corrigir no futebol brasileiro. Fala solitariamente em sua coluna. Os que lêem, a maioria, esquece ou não dá importãncia.
Você tem que aliar a criatividade, a improvisação com uma excelente marcação.
Se você colocar Ney Franco por dez anos dirigindo as seleções de base do Brasil nosso futebol melhora 80%.
Ney Franco é o melhor técnico do futebol brasileiro? não é isto que falo. O futebol brasileiro só vai melhorar quando colocarmos as pessoas com a visão correta de como devem ser as coisas nos lugares corretos.
O europeu cada vez marca melhor, e ao mesmo tempo é cada vez mais criativo, troca passes e joga bonito sem perder a excelência na finalização.
Este futebol brasileiro de chutões que a bola vai e volta, de chuveirinhos(cruzamento é diferente do chuveirinho que serve mais para facilitar para a defesa adversária sendo que de chuveirinho também vale e se faz gol), de correria algumas vezes não necessária, está desatualizado. Não falo com isto que devemos ser lentos para chegar ao gol adversário.
Temos que marcar cada vez melhor, sermos cada vez mais criativos, e jogarmos bonito. Aliar a busca do resultado com o futebol arte. A busca pelo resultado dá motivação, vontade de ganhar, mas tem que ser aliada a critividade e a troca de passes.
O Barcelona é um sol que ilumina o futebol mundial com sua criatividade e capacidade de improvisação.

Um abraço,
Marcio Neves

Marcio Neves disse...

Amigo Gothe:
Após a saída de Ney Franco das divisões de base da Seleção Brasileira o que o substituiu eu não acompahei o trabalho dele por falta de tempo. Não sei nem o nome, torço muito que seja bom.
O que tornou o nome de Ney Franco tão útil a base do Brasil é a valorização da parte dele quando dirigindo os meninos da troca de passes e da criatividade.
Com o tempo os europeus cada vez mais aproximam os setores defesa, meio-campo e ataque e trocam mais passes. O europeu hoje marca tão bem ou até melhor do que dez anos atrás. O futebol europeu com o passar do tempo vai se tornando cada vez mais agradável de se ver, criativo, aliado a excelente marcação e troca de passes.
Volantes como Schweinsteiger e outros atuam não só como volantes mas são verdadeiros armadores vindos de trás, menos marcados e com uma visão mais privilegiada do campo.
Uma parte dos técnicos brasileiros acham que sabem tudo e que não tem mais o que aprender. Eles deveriam parar de achar que sabem tudo e que não tem mais o que aprender e começarem a reaprender a aprender.Lembra que Breitner falou que o futebol brasileiro precisa se atualizar? Provavelmente se referia ao que comentei.
Os craques do futebol brasileiro do passado quase todos viraram admiradores do Barcelona e muitos tem esperança que as vitórias do Barcelona contribuam influenciando o futebol brasileiro a privilegiar não só o resultado mas o futebol arte.

Um abraço,

Marcio Neves